Cesta indígena inspira a desafiadora estrutura da nova Arena Amazônia

Oferecendo conforto para torcedores com eficiêcia

 

Com uso inteligente do software BIM da Tekla, a Martifer Construções amplia produtividade em 20% e eficiência em 30% para atender aos apertados prazos de execução da obra da Arena  Amazônia, em Manaus, Brasil.

A Arena Amazônia tem capacidade para 44.500  torcedores que assistirão ao torneio mundial de futebol nos próximos dias. A floresta amazônica, que rodeia a cidade de Manaus, e os cestos indígenas inspiraram o escritório alemão Gerkan Marg und Partner (GMP) a criar a arquitetura que foi construída com sucesso pela Martifer Construções.

Para colocar em pé a inovadora estrutura metálica a tempo para os jogos, a Martifer Construções escolheu o software da Tekla. O Tekla ofereceu à Martifer o que eles precisavam e atendeu aos requerimentos para rastreabilidade dos materiais e garantia de execução do projeto dentro do prazo apertado..

Estrutura com torção

Uma estrutura metálica envolve todo o estádio e cria uma cobertura com 23 mil metros quadrados. Construída com 7 mil toneladas de aço, a principal e a secundária estruturas de perfis “H” angulados e chapas de aço atingem 31 metros de altura.  Essa estrutura metálica é revestida com uma membrana branca e translúcida  de PTFE, reduzindo a temperatura dentro do estádio. Na Martifer, 50 funcionários trabalharam no design, modelagem e gerenciamento da construção, e aproximadamente 520 trabalhadores atuaram no local da obra da Arena  Amazônia. 

Fabricar as vigas com contra flecha e torção, que exigiram controle das coordenadas com exatidão, foi um desafio. Para gerenciar a pré-montagem e a montagem, rastrear materiais durante a manufatura e também para a logística, a Martifer combinou as possibilidades de software próprio com Tekla para assegurar que o planejamento e controle seguissem como deveria.

Colaboração para eficiência

“Nossos parceiros usam as soluções da Tekla e nós compartilharmos informações. O Tekla foi aplicado na coordenação do projeto, para esclarecimento de qualquer dúvida, e, no local da obra, para guiar a montagem”, diz a Direção Técnica de Modelagem da Martifer.

A Martifer utiliza o Tekla há 14 anos e confia no software para transpor com sucesso todas as fases da manufatura. Eles modelaram a Arena  Amazônia em 3D, extraíram os desenhos 2D além do CNC e listagens de materiais, e criaram arquivos específicos para controlar as coordenadas geométricas dos eixos durante a fabricação, pré-montagem  e montagem final em estágios - com carga própria, carga parcial e carga final. Além disso, usaram o Tekla no início para dar forma aos eixos estruturais e depois para a validação. Ao usar a funcionalidade multiusuário do Tekla, a Martifer conseguiu aumento de 30% em eficiência.

 “Devemos destacar o ganho de 20% em produtividade obtido com a utilização da API™ Aberta do Tekla Structures e a capacidade para customizar relatórios e templates. Beneficiamo -nos muito com a economia de tempo e a facilidade de adaptação dos modelos Tekla às constantes alterações inerentes a um projeto com essa dimensão”, explica a Direção Técnica de Modelagem da Martifer.

A Martifer começou a obra em novembro de 2012 e a arena foi inaugurada em março de 2014. Após os jogos, o espaço receberá shows e eventos. 

Outros nove estádios Brasileiro foram modelados com o Tekla

A Arena  da Amazônia é apenas um dos 10 estádios de futebol no Brasil, que receberão jogos do mundial, onde o Tekla foi usado para modelagem das informações de construção (BIM).

A Brafer Construções Metálicas S/A adotou o software Tekla para a fabricação e montagem da nova estrutura metálica da Arena da Baixada, em Curitiba, Brasil. Reformado e ampliado para receber quatro partidas do maior torneio mundial de futebol, que acontece no Brasil a partir de 12 de junho de 2014, o estádio hoje tem capacidade para 41 mil torcedores e atende aos padrões internacionais de qualidade, conforto e segurança.

Com aproximadamente 4.500 toneladas de aço, o projeto da nova cobertura da Arena trouxe o desafio para ser construída em prazo apertado e possuir um vão livre de 200 metros.  Para vencer o desafio, a Brafer confiou no software Tekla, que permitiu a modelagem e execução do projeto de detalhamento da estrutura metálica de uma forma muito rápida. A Brafer usou ainda a ferramenta BIMsight do Tekla para compartilhar informações, integrar o processo de produção e reduzir prazo e custos.

Assista ao vídeo

 

Para informações adicionais, por favor entre em contato com:

Mr. Risto Räty, Executive Vice President, Tekla Building & Construction, tel. +358 30 661 1781, risto.raty (at) tekla.com

 

Imagens para uso da mídia:

Imagens para uso da imprensa podem ser encontradas no Banco de Imagens da Tekla: Tekla Image Bank

Nota: Nas imagens deve constar "Copyright © 2014 Tekla".
Essas imagens são destinadas somente para divulgação na mídia. As imagens não podem ser alteradas em nenhuma hipótese. 

Contatos para a imprensa: