BIM: uma realidade na indústria de pré-fabricados de concreto armado

O setor da construção civil, assim como outros setores da economia brasileira enfrenta diariamente diversos desafios e um dos mais críticos é o da produtividade. Nesse contexto, já não é novidade que a tecnologia BIM oferece o que há de mais inteligente para a concepção de projetos, compatibilização entre disciplinas e redução do desperdício, mas um setor, particularmente, está passando por uma grande evolução: o de pré-fabricados de concreto armado.

Um exemplo de destaque dessa nova realidade vem da Rotesma, indústria de pré-fabricados de concreto com sede em Chapecó, SC e Grande Maringá, PR, com obras  presentes em todas as regiões do sul do Brasil. Já nas fases preliminares e de cotação dos projetos, a informação gerada já segue a metodologia baseada em modelos 3D do Tekla Structures da Trimble, ricos em informações, como explica o engenheiro Douglas Mantelli, responsável pela implementação da tecnologia BIM no departamento de engenharia: “Atualmente todos os modelos tem seu início na fase de elaboração de orçamento, sendo aplicada a tecnologia BIM no início do processo, para apresentação ao cliente, e após a venda este modelo já é aproveitado para as próximas fases da vida do projeto”.

Implementação e capacitação tratados com seriedade

O processo de implementação de uma nova tecnologia ou processo produtivo envolve esforço e utilização de recursos que quase sempre são reduzidos. Além disso, trata-se de uma jornada que se inicia nos primeiros treinamentos básicos e acompanha a empresa durante o ciclo de vida da solução escolhida como explica Mantelli: “Aplicação da tecnologia BIM iniciou no setor de engenharia, teve como maior desafio de implementação o treinamento do corpo técnico e desenvolvimento do banco de dados como padrões de layouts, listas e perfis padrões e adaptação das rotinas de trabalho”.

Ferramentas que se propõem a oferecer melhores resultados, normalmente em substituição a uma solução anterior, também apresentam desafios relacionados à mão de obra, padronização e adaptação da infraestrutura, algo que vem sendo endereçado pelas equipes técnicas de implementação do software na empresa com apoio do suporte técnico local em português.

A informação clara, acessível a todos os envolvidos

O processo de concepção do modelo preliminar, estudos de soluções construtivas e modelo detalhado para fabricação gera uma quantidade enorme de informações que nos processos tradicionais resulta em um número considerável de plantas, cortes e elevações, normalmente em papel, além de quantitativos, mais ou menos detalhados.

 

A leitura de documentos de projeto requer habilidades de interpretação de desenhos, rebatimentos de vistas, reconhecimento de elementos escondidos etc. algo não trivial para aqueles que não estão diretamente envolvidos no projeto ou são iniciantes na função. É comum que aconteçam interpretações equivocadas e perda de informações importantes que ao longo do ciclo de vida do projeto podem ocasionar os mais diversos tipos de intercorrências.

O uso de modelos 3D com as informações das peças, no nível de detalhe adequado para fabricação, como é o caso do Tekla Structures, auxilia todos os departamentos a obterem as informações, nos formatos desejados e com entendimento praticamente imediato sobre o assunto. Mantelli ressalta essa condição: “Atualmente todas as áreas recebem informações dos modelos sendo em forma de lista física ou arquivo digital”.

Alimentação de processos integrados

À medida que se intensifica o uso da nova ferramenta, novas possibilidades de unificação de processos são reveladas. A interoperabilidade do Tekla Structures é um dos seus pontos fortes, podendo ocorrer com sistemas de controle de produção e expedição, visualização e tratamento de dados para maquinário de corte e dobra de armaduras entre outros. Além disso, há a possibilidade de envio e recebimento de informações valiosas para departamentos não diretamente ligados à engenharia como cita Mantelli: “Além do Plannix, utilizamos o programa Gráphico para leitura dos arquivos BVBS para corte e dobra de armaduras e também o programa Delsoft para gerenciamento financeiro”.

Revisões de projeto: uma nova realidade

Revisões de projeto podem ser causadas por diversos fatores, mas o que podemos verificar após a adoção de ferramentas inteligentes e transparentes para o desenvolvimento dos projetos é uma redução ou mesmo a total eliminação das revisões causadas por mau entendimento e erros no projeto, divergências entre as disciplinas etc. como destaca o projetista Anderson Scapinello: “As revisões de projeto diminuíram bastante pelo fato de termos um modelo muito preciso que permite uma ampla inspeção visual de todos os componentes da peça. O gerenciamento das alterações tem melhorado em função do fácil acesso às informações do modelo”.

A tecnologia BIM do projeto à obra

A concepção de um projeto, fechamento do contrato, desenvolvimento dos projetos executivos e detalhamento têm o seu encerramento na entrega e montagem da estrutura no campo. Utilizar ferramentas de alta tecnologia somente no ambiente de escritório não é suficiente para que o BIM demonstre a totalidade de seus benefícios.

Ferramentas integradas ao modelo base, como é o caso do Trimble Connect, ferramenta de compartilhamento e colaboração em nuvem da Trimble, garantem o acesso imediato aos dados relevantes do modelo, na medida da necessidade de todos os envolvidos. Uma vez que a informação está disponível na sua essência, em tempo real e a todo momento, os envolvidos na entrega da obra podem se concentrar nas atividades que realmente demandam tomadas de decisão, possibilitando um acompanhamento mais preciso e mais agilidade nas comunicações. Nas palavras de Mantelli, já há esse benefício também para o pessoal de campo, além de outros serviços de engenharia que podem ser melhor planejados a partir do modelo: “As informações do modelo são levadas a campo através de pranchas impressas e também com o modelo IFC através do Trimble Connect, sendo que o modelo IFC é utilizado no auxílio do plano de Rigging, armazenamento das peças, no plano de montagem em canteiros onde não é possível o armazenamento de tais peças. Com a utilização do Plannix também é possível obter informações no modelo do Tekla do Status da Peça, sendo na fase de produção, armazenamento, transporte ou montagem”.